dia da mulher

Dia Internacional da Mulher: Você sabe porque essa data é comemorada?

Sabemos que o dia da mulher é todo o dia, porém é o dia 8 de março que é conhecido como o Dia Internacional da Mulher. Mas, você sabe porque?

Segundo as histórias que remetem à criação do Dia Internacional da Mulher  teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. Sem dúvida, o incidente ocorrido daquele ano marcou a trajetória das lutas feministas ao longo do século 20, mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a este acontecimento.

Desde o final do século 19, as jornadas de trabalho de aproximadamente 15 horas diárias e os salários medíocres levaram as mulheres a greves para reivindicar melhores condições de trabalho e o fim do trabalho infantil no EUA e Europa.

O primeiro Dia Nacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908 nos Estados Unidos, quando cerca de 1500 mulheres aderiram a uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país. Em 1910, uma data anual para a celebração dos direitos da mulher foi aprovada por mais de cem representantes de 17 países. O objetivo era honrar as lutas femininas e, assim, obter suporte para instituir o sufrágio universal em diversas nações.

Com a Primeira Guerra Mundial, explodiram mais protestos em todo o mundo. Mas foi em 8 de março de 1917, quando aproximadamente 90 mil operárias manifestaram-se contra as más condições de trabalho, a fome e a participação russa na guerra que a data foi estabelecida, embora tenha sido oficializada apenas em 1921.

Somente mais de 20 anos depois, em 1945, a ONU assinou o primeiro acordo internacional que afirmava princípios de igualdade entre homens e mulheres.

Nos anos 1960, o movimento feminista ganhou corpo, em 1975 comemorou-se oficialmente o Ano Internacional da Mulher e em 1977 o “8 de março” foi reconhecido oficialmente pelas Nações Unidas.

No Brasil, as movimentações em prol dos direitos da mulher surgiram no início do século 20, que buscavam melhores condições de trabalho e qualidade de vida. A luta feminina ganhou força com o movimento das sufragistas, nas décadas de 1920 e 30, que conseguiram o direito ao voto em 1932. Em 1982, o feminismo passou a manter um diálogo importante com o Estado, com a criação do Conselho Estadual da Condição Feminina em São Paulo, e em 1985, com o aparecimento da primeira Delegacia Especializada da Mulher.

Agora, mais do que nunca, você sabe que essa data merece ser comemorada <3

Fonte: Gshow Globo


Deixe um comentário